Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018 - SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

TCE rejeita contas 2014 do prefeito de Araputanga; decisão vai à Câmara

O Tribunal de Contas manifestou parecer contrário à aprovação das contas de governo de 2014 do prefeito de Araputanga, Sidney Pires Salomé (PSD), hoje, afastado do posto pela Justiça. Agora, a conclusão vai para votação da Câmara do município para os vereadores acatarem ou não.

A reprovação se deve ao déficit orçamentário de R$ 1,2 milhão existente, irregularidade considerada gravíssima. Valor representa 4,8% da receita. O relator, conselheiro Valter Albano, não acatou, contudo, suposta falta de transparência no portal da prefeitura, apontada pelo Ministério Público de Contas. 

Albano apontou ainda que a gestão melhorou alguns índices referentes a Saúde e Educação, mas que ainda estão abaixo da média nacional. A administração está com conceito C, que representa "gestão em dificuldade", devidos aos indicadores negativos referentes a receita própria tributária, despesa com pessoal, investimento, liquidez, custo da dívida e previdência.

Afastamento

Em agosto, o prefeito foi afastado do cargo. A Justiça não só determinou que ele fique fora por 180 dias, deixando o município sob o vice Paulo Abrão, como determinou a indisponibilidade de bens em quase R$ 2 milhões. Salomé, que perdeu 4 eleições para prefeito, foi denunciado pelo MPE por comandar esquema de fraudes em licitações, usando empresa de fachada, para desviar cerca de R$ 608 mil entre 2013 e 2015. São incriminados também o irmão do prefeito, Etelmínio Salomé Neto, ex-secretário de Administração, e ainda o ex-secretário de Finanças Edonias da Costa e o sócio da Meta Assessoria e Consultoria Contábil, Elias Rodrigues.


Comentários

  • Um Resumo

    logo

    Este site foi desenvolvido com toda técnologia semântica do HTML5 e foi criado com as últimas tecnologias disponíveis.

  • Facebook

Desenvolvido por Alexandro (65) 99629-0014 | MEUCI.com.br