Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 - SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

RIO BRANCO: Mãe suspeita de abandonar bebê em lixeira visita a filha em abrigo

Uma jovem de 20 anos, que teria abandonado a filha recém-nascida em uma lixeira na cidade de Rio Branco, a 367 km de Cuiabá, visitou a menina em um abrigo do município. O bebê está sob os cuidados do Conselho Tutelar desde que foi abandonada, no último dia 22 de maio. A mãe responde em liberdade pelo crime de abandono de incapaz.

De acordo com a assistente social Lucimar Justino dos Reis, responsável pelo abrigo para onde a criança foi levada, o avô e a jovem demonstraram interesse em ficar com a criança. A visita ocorreu na semana passada. “A jovem não é de falar muito, é uma pessoa quieta. Ela veio aqui para visitá-la, perguntou se podia pegar a menina no colo e ficou com a criança um tempinho. Deu a entender que ela quer ficar com a criança. Foi a única que vez que ela visitou o bebê”, disse Lucimar ao G1.

Segundo a assistente, a menina está bem de saúde e é acompanhada por cuidadoras no abrigo. Algumas pessoas de outros municípios e até de outros estados que souberam da história do bebê procuraram o abrigo, desejando adotar a menina.

A mãe do bebê se apresentou à Polícia Civil ainda no final do mês de maio. A suspeita disse ao delegado Carlos Bock que não sabia que estava grávida e que deu à luz sozinha, dentro de um quarto na casa onde trabalha como cuidadora de idosos. Contou também que abandonou a menina na lixeira porque pensou que a bebê estivesse morta - isso porque, depois de chorar, ela ficou quieta.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o delegado aguarda o resultado de dois exames para a conclusão do inquérito: o de DNA e de corpo de delito. Os exames devem comprovar se a jovem deu à luz ao bebê e se a menina realmente é filha da suspeita. A expectativa é que os resultados sejam finalizados nesta semana.

Segundo a polícia, o exame também deve apontar se a jovem tomou algum tipo de remédio abortivo ou se ela tentou matar a filha. O delegado conseguiu comprovar que a mãe fez o próprio parto sozinha. A Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso informou que nenhum pedido de guarda provisória em relação à menina foi feito na Comarca de Rio Branco.

Abandono
A recém-nascida foi abandonada numa lixeira em frente à casa de um casal de idosos. Os moradores ouviram o choro e acabaram encontrando a menina, que estava sem roupa, suja de sangue e fezes, e ainda com o cordão umbilical. A criança foi encaminhada para o hospital municipal, onde foi chamada de Vitória Rita de Cássia.

 


Comentários

  • Um Resumo

    logo

    Este site foi desenvolvido com toda técnologia semântica do HTML5 e foi criado com as últimas tecnologias disponíveis.

  • Facebook

Desenvolvido por Alexandro (65) 99629-0014 | MEUCI.com.br