Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 - SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

MIRASSOL: TSE vai apreciar novo recurso de Elias

Ao falar sobre as expectativas de vir assumir o seu segundo mandato consecutivo de prefeito de Mirassol D´Oeste, para o qual foi reeleito no pleito eleitoral de 2016, com mais de 52% dos votos válidos, Elias Leal (PSD) restringiu-se a dizer que a expectativa da quase totalidade da população mirassolense é que essa situação política e jurídica seja resolvida o mais rápido possível.

Elias Leal afirma que está mais do que na hora da oposição respeitar a vontade do eleitor de Mirassol D´Oeste e que ainda continua acreditando numa resposta positiva da Justiça para acabar com essa indefinição política que paralisou a cidade por falta de investimentos.

Neste município, a juíza da 18ª Zona Eleitoral indeferiu as candidaturas de Elias Leal (PSD) (candidato a prefeito) e Marcel de Sá Pereira (PTB) (candidato a vice-prefeito), os quais compuseram a chapa majoritária mais bem votada, com 7.830 votos, ou 52.25% do total, além de eleger 5 dos 9 vereadores que compõem o Poder Legislativo mirassolense. Eles recorreram ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde o Pleno negou provimento ao recurso e manteve o indeferimento.

Do acórdão emanado pelo TRE-MT, Elias e Marcel recorreram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília, que acatou o recurso e negou provimento aos embargos protocolados pela oposição, determinando ao Tribunal Regional Eleitoral a realização de um novo julgamento, que ocorreu recentemente e a decisão foi desfavorável ao prefeito reeleito.

A defesa deverá recorrer novamente ao TSE, por entender que a denúncia feita pela oposição não pode properar, uma vez que há provas contundentes de que não houve dolo em uma obra executada em 2008 em Curvelândia, município administrado por duas vezes por Elias Leal.

“Ninguém aguenta mais esta instabilidade. Já estamos no quinto mês. É preciso devolver a tranquilidade, a normalidade à vida dos mirassolenses e, principalmente, a retomada do desenvolvimento do município, iniciada pela nossa administração em 2013”, ressalta Elias Leal.

Por outro lado, uma das grandes preocupações da população é referente às conquistas do ultimo mandato, como a criação e funcionamento do primeiro hospital público municipal (Hospital “Samuel Greve”), mantido com recursos do próprio município. A unidade hospitalar veio após 41 anos de espera e de muito sofrimento da população mais carente, porém, até hoje sem apoio dos governos estadual e federal, encontra-se ainda sem atendimento de média complexidade.

“Diante da crise econômica nacional aliada a indefinição poítica local que estamos enfrentando, o hospital poderá fechar suas portas a qualquer momento”, prevê Elias Leal, acrescentando que o HMSG atende hoje mais de 4 mil pacientes/mês, dando maior comodidade à uma população de quase 30 mil habitantes. Outros pacientes de cidades vizinhas também são atendidos pela unidade hospitalar de Mirassol D´Oeste. Sem enumerar também diversas obras importantes que estão paralisadas causando danos irreparáveis ao município.

Com a possibilidade de acontecer uma eleição suplementar em Mirasssol D´Oeste, lideranças dos principais partidos já estão se articulando e pelo menos três nomes estão sendo cogitados para a disputa. No entanto, a direção dos partidos, como PSD, PTB, PMDB, PSB, PSDB e PP preferem aguardar uma decisão definitiva por parte do TSE para então divulgar os seus eventuais pré-candidatos.


Comentários

  • Um Resumo

    logo

    Este site foi desenvolvido com toda técnologia semântica do HTML5 e foi criado com as últimas tecnologias disponíveis.

  • Facebook

Desenvolvido por Alexandro (65) 99629-0014 | MEUCI.com.br