Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018 - SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

Justiça determina reintegração de posse de fazenda invadida em Quatro Marcos; estudo de situação será feito para evitar confrontos, diz Major Ormay

Decisão do juiz da Comarca de São José dos Quatro Marcos, Antonio Carlos Pereira de Souza Junior  concede 5 dias para cumprimento do mandado

A 3ª Companhia da Polícia Militar de São José dos Quatro Marcos, acompanhou na manhã da ultima sexta-feira (15) um oficial de justiça com  ordem judicial de reintegração de posse no prazo de cinco dias, em uma área denominada fazenda união, localizada próximo ao assentamento Chico Medes, no município de Quatro Marcos.

A ordem judicial de reintegração de posse foi expedida pelo Juiz da Comarca de São José dos Quatro Marcos, Antonio Carlos Pereira de Souza Junior, contra todos os invasores da fazenda União. Consta ainda nos autos, o argumento da parte requerida que a fazenda foi invadida no dia 08 de agosto de 2014,  por aproximadamente 20 pessoas, lideradas por uma mulher conhecida como Sueli, que ocuparam o imóvel rural, abrindo picadas, degradando a área de pastagens e ameaçando furtar o gado ali apascentado.

Major Ormay, comandante da  3ª Companhia da Polícia Militar de São José dos Quatro Marcos, disse que a ação ocorreu sob a presença do oficial de justiça, militares e ocupantes do movimento sem terra, aonde foi lido o parecer judicial a todos os presentes, para que pudessem deixar  a propriedade de forma pacifica.

Conforme  Ormay, no deslocamento até o local a  PM pode fazer uma  analise minuciosa e detalhada sobre as decisões a serem adotadas e como serão desencadeadas a operação da desocupação da área.

Ormay explicou que a ação envolve vários fatores:  estudo técnico, com o levantamento do numero de pessoas entre homens , mulheres e crianças que estão ocupando o local, levantamento de recursos e efetivo necessários, além de estudo da inteligência policial para fins de planejamento integrado na execução do mandado judicial. “A policia não quer confronto, apenas cumprirá  a ordem judicial e através desta visita junto com o oficial de justiça, elaboraremos com urgência um estudo  técnico de situação,  para fazer a prevenção na retirada pacifica  dos ocupantes sem confronto com os invasores”, enfatizou,  o Major da PM.

 

 

Segundo Ormay este estudo a ser elaborado nas próximas horas será encaminhado ao auto comando da Policia Militar do Estado de Mato Grosso com os dados relatados em visita a fazenda, inclusive com detalhes minuciosos do comportamento dos assentados em relação à resistência.


Comentários

  • Um Resumo

    logo

    Este site foi desenvolvido com toda técnologia semântica do HTML5 e foi criado com as últimas tecnologias disponíveis.

  • Facebook

Desenvolvido por Alexandro (65) 99629-0014 | MEUCI.com.br