Domingo, 25 de Fevereiro de 2018 - SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

FRAUDE: Servidores e donos de autoescolas são indiciados por fraude no Detran

Web Imagem

A Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) indicia 17 pessoas pelos crimes de corrupção ativa e passiva, inserção de dados falsos no sistema de informações, extravio de livros e documentos, nas investigações da operação "Narted", que apura denúncias de fraudes na emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no Detran/MT.

O inquérito, presidido pela delegada Alexandra Fachone, foi encaminhado ao Ministério Público, nesta segunda (23), com o indiciamento de seis servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), um ex-servidor do Detran, quatro proprietários e quatro funcionários de autoescolas e duas pessoas que foram beneficiadas com a fraude.

A operação "Narted" foi deflagrada, em 22 de julho de 2014, para cumprimento de 11 mandados de prisão temporária. As investigações iniciaram com denúncia anônima, que relatava que o então funcionário do setor de habilitação, Marco Antônio Souza Queiroz, estaria "vendendo" facilitações para candidatos que queriam passar nas etapas obrigatórias dos exames, para obtenção da primeira habilitação.

Nas investigações, a Defaz constatou que Marco Antônio contava com o auxílio de funcionários e donos de autoescolas, que cooptavam alunos interessados em algum tipo de facilitação. Os interessados pagavam em dinheiro pela aprovação nos exames e emissão da carteira de motorista.

Os pagamentos variavam de R$ 300 até R$ 3 mil. Conforme as investigações, existiam fraudes cometidas diretamente com o servidor do Detran, onde o candidato não fazia nenhum tipo de prova ou exame. Para a compra integral da carteira, o interessado apenas entregava seus documentos e pagava R$ 3 mil ao servidor, que providenciava a emissão da CNH.

Uma cópia do inquérito policial do relatório de conclusão será enviada à corregedoria do Detran, para providências quanto aos servidores indiciados e que ainda trabalham no órgão. O alvo principal da operação, o ex-funcionário Marco Antônio Souza Queiroz, depois da exoneração do órgão, passou a atuar no ramo como proprietário de duas autoescolas, uma em Cuiabá e outra em Jangada. 

 

Comentários

  • Um Resumo

    logo

    Este site foi desenvolvido com toda técnologia semântica do HTML5 e foi criado com as últimas tecnologias disponíveis.

  • Facebook

Desenvolvido por Alexandro (65) 99629-0014 | MEUCI.com.br